Como começar a trabalhar com cães?

Compartilhe agora mesmo:

como trabalhar com caes

Recebo muitas perguntas sobre como começar a trabalhar com cães. O que é preciso? Como se capacitar? São muitas as dúvidas e inseguranças de quem tem vontade de trabalhar com cães.

Resolvi abrir um espaço no nosso conteúdo para tratarmos desse assunto.

Atualmente, já é certo que a maneira de interagir com os cães evoluiu e pode ser entendida da perspectiva deles. Não há mais necessidade de se impor algo e esperar obediência cega, por parte deles.

Essa forma de interagir deveria ser uma certeza para todas as pessoas que se relacionam com esse cão, da família aos profissionais que, eventualmente, vão realizar algum tipo de serviço com o cão. Aqui, enquadram-se veterinários, treinadores, adestradores, cuidadores, passeadores, banhistas, tosadores…até a pessoa que recepciona os animais nos estabelecimentos pertinentes deveriam estar alinhados quanto à maneira correta de abordar os cães.

Infelizmente, não é o cenário atual que vivenciamos, diariamente nas nossas atividades!

Então é muito importante que, cada vez mais, transmitamos a mensagem, através da educação de toda sociedade.

Não basta amar animais para trabalhar com eles! Apesar de ser um fator determinante, afinal você não entrega os cuidados do seu filho peludo a quem não gosta de cachorro, não é mesmo?! Mas, apenas amar não significa que entendamos sobre o outro que, nesse caso, fala uma língua diferente da nossa, tem comportamentos e aptidões diferentes das nossas.

Então, para trabalhar com cães, além de amá-los é preciso conhecimento acerca das necessidades, comportamentos e linguagem deles. Aliás, isso deveria ser pre-requisito para um tutor levar um cão pra sua casa (aquele tipo de preparação que se faz, quando se engravida, para entender o que esperar e como melhor proceder, sabe?!).

Muitas são as maneiras de se adquirir esse conhecimento. Assim como todo conhecimento, atualmente, a internet é uma facilitadora mas, é preciso discernimento para separar o joio do trigo!

Para começar, é importante entender que ética e empatia são fundamentais. Então, qualquer informação que não priorize esses valores não devem ser consideradas. Existe todo tipo de gente, no mercado, infelizmente!

O comportamento canino é algo que é estudado, com embasamento científico. Como toda ciência, evolui continuamente. Logo, ter referências de profissionais que se atualizam é um bom começo!

Desconfie de informações que prometem milagres ou que não visam, em primeira instância, o bem-estar do animal.

Entendendo como os cães se comportam é possível que você comece a entender qual caminho quer seguir. Com o que, dentro do leque de opções de prestação de serviços, você se identifica e acredita que executará com legitimidade. Por exemplo, se você gosta de caminhadas, passeador pode ser uma opção a se considerar… se você não gosta, já elimine-a!

Algo que não posso deixar de mencionar é a importância de se estudar sempre para que sejamos referência para os tutores para os quais prestamos serviços. Podendo assim, sugerir ajustes e soluções que visam a melhoria da qualidade de vida do cão. Isso não quer dizer que devemos saber tudo! Ao contrário, é preciso que se tenha conhecimento e que, de acordo com a demanda, saibamos indicar profissionais realmente capacitados para melhor auxiliar a família tutora.

Então, se você tem vontade de trabalhar com cães, comece estudando sobre comportamento canino, à visão científica. Acompanhe o trabalho de profissionais que são referência nisso. Em seguida, avalie as suas potencialidades e como você acredita que prestaria o melhor serviço do mundo! Leia! Faça cursos! Estude! Pratique! Estude mais…rs! Tenha como princípio sempre o bem-estar do animal! Relacione-se com profissionais dessa área… solicite ajuda… escolha mentores (mesmo que eles não saibam que são sua referência).

E, muito importante, compartilhe o seu conhecimento! Pois educando a sociedade para o entendimento das reais demandas de um cão, criamos mais demandas. Tudo o que compartilhamos se multiplica!

Faça a diferença!

Se você tem vontade de trabalhar com cães, comenta aqui! Assim, consigo preparar mais conteúdo assim para você!

Compartilhe agora mesmo:

Deixe seu e-mail e/ou telefone aqui pra receber as novidades da Tutor de Pet!

Tutor, fique tranquilo: somos contra spam!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!